François Lamarche

Voltar

Os ancestrais da família Lamarche já estavam estabelecidos em Vosne Romanée ao redor de 1740.

Desde o fim do século XIX, agora na 5ª geração, o Domaine cresce ao passar do tempo.

Henri Lamarche se casou com Marie Grivelet e então fundaram a propriedade no início do Século XX.

Seu filho Henri Lamarche, nascido em 1903, herdou o Domaine e também herdou o terroir La Grande Rue e, 1933 quando se casou com Aline Demur.

François Lamarche tomou controle do Domaine com o falecimento de seu pai em 1985 e é a quinta geração da família no comando do poderoso domaine que ostenta seu sobrenome.

A família atualmente opera 11ha de vinhas em 14 apelações, apesar de só serem proprietários de 8ha. A parte restante do terreno é dividida em contratos de locação de longo termo, onde a família faz toda a gestão das vinhas.

As parcelas operadas pela família são invejáveis, com terras em La Grande Rue, Echezeaux, Grands-Echezeaux, Clos de Vougeot e nos Premier Crus Chaumes, Malconsorts, Suchots e La Croix Rameau, assim como em Villages.

A colheita é inteiramente feita de forma manual e transportada à adega em pequenas caixas para preservar a saúde das uvas.

Passam então por duas mesas de seleção até serem desengaçadas por completo (sendo que até 20% dos engaços são mantidos nos Grand Crus) e o domaine também é contra a chaptalização, somente usa esta técnica quando necessário.

Os vinhos são maturados em barricas de carvalho 60%-100% novas (somente o Passetoutgrains não passa por barrica).

X
Tudo certo

Vinho Adicionado ao carrinho

Ver Carrinho
Continuar Comprando